Fernando Cyrino

Caminhando e saboreando a vida.

Textos

MARATONA FEMININA

Estava escuro e já preparava as marmitas. Deixou pronto o café da manhã e a comida dos filhos. Arrumou-se e, atrasada, correu para o ponto do ônibus. Noite e, esgotada, volta para casa. O seu homem, deitado na poltrona, nem a beija. Só reclama a falta do jantar. A maratona prosseguia noite adentro.
Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 26/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras