Fernando Cyrino

Caminhando e saboreando a vida.

Textos

A cadeira da moça

Venceu a timidez e foi convidá-la para dançar. Temendo a gozação da turma por conta da possível recusa, fez-se mais corajoso ainda: assentou-se ao seu lado. Recebeu o não e só então percebeu a cadeira de rodas. “Também não estava assim com tanta vontade,” lhe disse sem graça. Ela sorriu e a noite se fez bonita.
Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 29/07/2018
Alterado em 29/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras