Fernando Cyrino

Caminhando e saboreando a vida.

Textos


A bailar
Na noite a lua, misteriosa, saía.
Cantos, risadas, música, se ouvia.
Vem-me a recordação do instante
em que enfim a vi, deslumbrante.
Encantavas tanto e encantei-me,
abelha sem rumo, sem enxame
e no sonho deixei-me assim levar.
Tua presença deixando-me sem ar.
Saber assim, que existias, logo ali,
a andar, pairar, delicada menina
e de repente pisavas forte, felina.
Pés, pernas, corpo, o rosto lindo.
Anjo, sem asas, a bailar sorrindo.
Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 24/05/2015
Alterado em 26/05/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Obséquio citar a fonte: www.fernandocyrino.com e o autor, Fernando Cyrino ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras