Fernando Cyrino

Caminhando e saboreando a vida.

Textos

RATO NA FEIRA (ec)

Ao perceber o bicho ela imediatamente se dividiu. Mantinha um olho posto na freguesa que reclamava do preço dos caquis e o outro no rato que teimava em meter a cara por entre os abacaxis. Rezava para que a mulher não visse o roedor e provocasse um tremendo fuzuê na feira.

Este conto faz parte dos Encantos das Letras. Veja outras obras com o mesmo tema (Barraca de Feira) em: http://encantodasletras.50webs.com/barracadefeira.htm
Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 03/06/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras